Embora a grande maioria das câmeras usadas atualmente seja digital, a Fujifilm ainda vê valor em seus antecessores analógicos. É por isso que a empresa está incentivando os fotógrafos a voltar a enquadrar as fotos com o visor óptico em sua mais recente câmera digital mirror-less, a X-Pro3.

A fabricante japonesa acaba de lançar o novo carro-chefe de sua linha X-Pro para fotógrafos de rua e fotojornalistas, e é a escolha perfeita para quem procura um dispositivo de ponta com uma estética clássica. Como outras câmeras digitais, a X-Pro3 possui um visor eletrônico, neste caso um painel OLED de 3,5 polegadas, mas está escondido, algo que certamente levará muitos usuários a compor as imagens à moda antiga.

dseifert_20191022_3750_0014.jpg

Charlene-Winfred-PRINT-9446-1440x960.jpg

Mas aqueles que se acostumaram à era digital não devem se preocupar. O X-Pro3 usa um “Advanced Hybrid Viewfinder” que permite aos usuários alternar entre as visualizações ótica e eletrônica. Enquanto o painel OLED está escondido, ele também pode ser aberto para facilitar o uso. E mesmo ao usar o visor óptico, uma pequena tela do tamanho de um selo postal do painel OLED permite que os fotógrafos verifiquem suas configurações.

Embora a X-Pro3 não pareça muito diferente do seu antecessor, ela é feita com materiais novos e mais duráveis, e também possui placas superior e inferior em titânio, enquanto os modelos “Dura” possuem acabamento resistente a arranhões em “cold plasma”.

A Fujifilm X-Pro 3 estará disponível para à venda a partir de 28 de novembro por US$ 1.799,95.

%d bloggers like this: