O chef exige explicações sobre a retirada da cobiçada classificação de três estrelas no Guia Michelin. O caso foi ouvido pela primeira vez esta quarta-feira na justiça francesa.

O restaurante La Maison des Bois de Marc Veyrat ganhou a terceira estrela Michelin — a máxima distinção — em 2018, mas em janeiro o guia retirou-a. O chef francês leva agora o caso a tribunal e noticia a imprensa internacional nesta última semana.

O chef iniciou o processo judicial com o objetivo de forçar os inspetores a entregar os documentos que explicam o porquê  de ter sido retirada a terceira estrela a este restaurante dos Alpes franceses. De acordo com Veyrat, citado pela APF, a perda da terceira estrela deve-se, supostamente, aos inspetores terem julgado que este tinha colocado cheddar num suflê em vez de reblochon, beaufort e tomme, os três queijos franceses que compõem a receita.

“Coloquei açafrão e o inspetor achou que era cheddar porque era amarelo. É uma loucura”, explicou o chef.

GettyImages-914585506_770x433_acf_cropped.jpg

Veyrat, que tinha criticado a decisão da Michelin, chegou a pedir que o seu restaurante fosse retirado do guia, mas a organização recusou fazê-lo. O guia tomou nota do processo judicial, lamentando as “acusações” do chef.

“Entendemos a desilusão de Veyrat, a quem ninguém questiona o seu talento, enquanto lamentamos a sua perseverança irracional quando se trata de acusar e de comunicar ruidosamente. Mas vamos estudar as suas queixas com cuidado e responder com calma”, respondeu a instituição.

%d bloggers like this: