Desde esta última segunda-feira (03/02), o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, restringiu os líquidos que podem ser transportados na bagagem de mão. A ANAC já proibia, em voos internacionais, que passageiros passassem pelo raio-x portando embalagens acima de 100 ml, mas agora a restrição também vale para quem estiver fazendo uma conexão internacional.

Não se trata de uma medida que afete tantos passageiros, mas deve atingir sobretudo quem faz compras no duty free. Exemplo: um passageiro que embarca em Montevidéu com destino a Nova York e faz conexão em Guarulhos resolve comprar um vinho no duty free do aeroporto de Montevidéu. Antes, era permitido desembarcar em Guarulhos e embarcar no voo para os Estados Unidos levando a garrafa, mas agora será preciso despachá-la, mesmo que ela esteja lacrada com a sacola da loja. Exceção: caso o voo de Montevidéu faça conexão em Guarulhos para depois seguir viagem para algum destino no Brasil, aí a garrafa poderá ir com o passageiro – o novo regulamento vale apenas se o voo seguinte for internacional.

Saopaulo_aerea_aeroportocumbica
Vista aérea do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A norma vale para todo líquido que ultrapasse os 100 ml. Vale lembrar que a quantidade considerada é a do frasco e não da porção dentro da embalagem. Por exemplo, caso o passageiro esteja com um xampu de 200 ml contendo apenas 90 ml dentro do recipiente, o frasco deverá ser descartado. Todos os líquidos da bagagem de mão que estiverem obedecendo a regra devem ser reunidos em uma embalagem plástica transparente, que pode conter no máximo um litro em produtos. Estamos atentos!

 

%d bloggers like this: