Desde seu lançamento em 2005, o Volkswagen Jetta cativa o público que procura um sedan médio com uma leve pegada esportiva. Em sua última geração, cuja a versão topo de linha contava com o motor 2.0 TSI (210 cv), alinhada a uma firme e precisa dirigibilidade, fisgou clientes pelo prazer ao dirigir, mesclado ao conforto para a família.

Manter essa relação invejável é o desafio do novo Jetta, que desembarca no Brasil em duas versões de acabamento: a Confortline, e a R-Line (versão testada).

volkswagen_jetta_250_tsi_r-line_2-lifestyle.jpeg

volkswagen_jetta_250_tsi_r-line-lifestyle.jpeg

Design

A Volswagen caprichou no desenho da nova geração do sedan, o novo Jetta ganhou consistência, assemelhando-se muito ao porte de seu irmão maior, o Passat.  Sim, o modelo ainda tem design sóbrio, típico da marca alemã, mas é inegável que tenha ficado mais agressivo.

Com seu visual dianteiro alongado, vincado e parece que estamos observando um carro maior do que ele realmente é. Realmente o Jetta cresceu, e ficou mais largo: são 4,70 m de comprimento e 2,68 m de espaço entre-eixos, 1,80 m de largura, mas 1,46 m de altura.

Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-2-lifestyle.jpg

No interior destacam-se os vários pontos de luz da cabine, cuja cor é personalizável (é possível escolher entre 10 tons). Trata-se de um item raro no segmento, que transmite sofisticação.

volkswagen-jetta-1-4-tsi-r-line-16-lifestyle.jpg

Performance

Com o motor flex  1.4 TSI de 150cv, o novo Jetta 1.4 TSI arranca dos  0-100 km/h em 8,6 segundos, desempenho bem melhor do que o da antiga geração. Além disso, o casamento azeitado entre motor e câmbio permite trocas de marchas igualmente ligeiras. Nas retomadas, os números são ainda melhores: apenas 4,6 segundos para recuperar de 60 a 100 km/h.

volkswagen-jetta-1-4-tsi-r-line-11-lifestyle.jpg

Diante de um notável conjunto mecânico, o item cuja ausência foi sentida durante a avaliação foram as borboletas para trocas de marcha junto ao volante. Mas, mesmo assim, é preciso relativizar, já que a falta do equipamento pode incomodar aqueles que estão acostumados com o item. Mas para quem nunca as usou – ou não está habituado com essa comodidade – provavelmente elas não farão falta nenhuma. Além disso, para quem faz questão, é possível comandar as trocas manualmente por meio da alavanca.

image-25.jpg

Conforto

O Jetta tem um interior mais imponente, na forma e no conteúdo. Seu painel é mais elaborado, com variação de níveis (relevo) e mistura de materiais. Na parte superior, o revestimento é emborrachado.

No quesito de espaço interno, o Jetta sempre foi amplo, mas a área destinada aos ocupantes ficou ainda maior. No banco traseiro, é possível até esticar as pernas, e a largura do assento permite que três pessoas de acomodem com relativo conforto. O bagageiro preserva os mesmos 510 litros de antes, sufienciente para uma família pequena.

volkswagen_jetta_250_tsi_r-line_4-lifestyle.jpeg

Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-33-lifestyle.jpg

Tecnologia:

A versão testada, R-Line é a mais recheada da gama. Recursos inovadores como quadro de instrumentos digital, piloto automático adaptativo (ACC), alerta de distância do carro à frente, freio de emergência, detector de fadiga, frenagem pós-colisão (para evitar que o veículo continue em movimento após uma batida e se choque novamente com outro obstáculo) além dos itens de série que incluem o auxiliar de partidas em rampas, frenagem de emergência para manobras de ré (se o motorista desobedecer aos alertas do assistente de estacionamento, o sistema freia o carro antes de bater) e bloqueio eletrônico de diferencial (ajuda a contornar as curvas freando a roda interna à trajetória e jogando o torque para a roda externa).

volkswagen-jetta-1-4-tsi-r-line-7-lifestyle.jpg

Impressões ao volante

No cotidiano, o Jetta mostrou-se muito confortável. Sua suspensão parece de sedã do segmento superior, como o Passat ou o A4, por exemplo. Em parte é resultado da plataforma MQB, que serve de base para o Jetta assim como para o Passat, entre outros VW.

O silêncio a bordo também é digno de destaque. Os projetistas da VW não pouparam recursos no isolamento acústico do motor, da cabine e também na aerodinâmica (responsável pelo ruído decorrente do contato do vento com a carroceria).

No geral, o modelo traz qualidades inegáveis em termos técnicos, construtivos e de projeto. Apesar de seu custo-benefício ser superior a de seus principais concorrentes, o sedan médio da Volswagen entrega ótima performance, acabamento excelente, tecnologia de ponta e um plano de manuntenção e pós-venda que o tornam uma opção muito interessante no segmento.

Ficha técnica – VW Jetta R-Line

  • Preço: R$ 119.990
  • Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 16V, 1.395 cm³, 74,5 x 80 mm, injeção direta, 150 cv a 5.000 rpm, 25,5 mkgf de 1.400 a 3.500 rpm
  • Câmbio:automático, 6 marchas, tração dianteira
  • Direção: elétrica
  • Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
  • Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: liga leve, 205/55 R17
  • Peso: 1.331 kg
  • Peso/potência: 8,9 kg/cv
  • Peso/torque: 52,2 kg/mkgf
  • Dimensões: comprimento, 470,2 cm; largura, 179,9 cm; altura, 147,4 cm; entre-eixos, 268,8 cm; porta-malas, 510 l; tanque, 50 l

 

%d bloggers like this: